quinta-feira, 24 de julho de 2014

Contemplativas com síndrome de Down

As Irmãzinhas Discípulas do Cordeiro é uma congregação fundada em 1985 pelo Abade de Fontgombault e reconhecida em 1990 pelo Cardeal Jean Honoré, de Tours. 

Na vocação contemplativa estas raparigas portadoras de síndrome de Down podem consagrar-se inteiramente a Deus. O objectivo da fundação é permitir que as pequenas irmãs atendam a uma vocação religiosa contemplativa seguindo o caminho de Santa Teresinha do Menino Jesus (a pequena via) e de São Bento ("Ora et labora"). 

Para isso, as irmãs escorreitas vivem com as irmãs com Síndrome na mesma comunidade, sob as mesmas regras. É um claro sinal das mãos do Senhor que chama a todos para santidade. 

"Na realidade, porém, a própria coragem e serenidade com que muitos irmãos nossos, afectados por graves deficiências, conduzem a sua existência quando são aceites e amados por nós, constituem um testemunho particularmente eficaz dos valores autênticos que qualificam a vida e a tornam, mesmo em condições difíceis, preciosa para o próprio e para os outros." João Paulo II in Encíclica Evangelium Vitae


blogger

3 comentários:

Anónimo disse...

É de louvar a "coragem e serenidade com que muitos irmãos nossos, afectados por graves deficiências" agora pergunto-me porque não pode um gay ser sacerdote? Já que aos olhos de muitos Homossexualidade é uma deficiência Gravissima!! Remeto o post: http://senzapagare.blogspot.pt/2014/07/a-homossexualidade-nao-e-compativel-com.html

João Silveira disse...

Caro Anonimo, sao vocacoes e situacoes completamente diferentes, como se pode ver nos dois artigos.

José Pedro Ramos Ascensão disse...

Dado o seu défice cognitivo, como se pode avaliar numa portadora de Sindrome de Down a autenticidade desta vocação e certificar a validade do seu consentimento?