quarta-feira, 23 de setembro de 2015

O milagre do Padre Pio que converteu ao catolicismo toda uma paróquia ortodoxa

Por intercessão do Padre Pio, a mãe de um sacerdote ortodoxo da Roménia ficou curada de um cancro terminal. Depois deste milagre toda a paróquia se converteu ao catolicismo. A obra do santo de Pietrelcina mudou tanto as suas vidas que apesar das dificuldades construíram uma Igreja dedicada ao santo e um hospital para os doentes em fase terminal.
O Padre Pio continua a interceder por todo o mundo e, lá do Céu, continua a fazer milagres de todo o tipo. Existem inúmeros testemunhos conhecidos sobre o santo de Pietrelcina pelo mundo inteiro, alguns deles recolhidos no livro“Padre Pio”, de José Maria Zavala.
No entanto, no caso da família Tudor não proporcionou apenas um milagre físico, mas uma conversão de centenas de pessoas ao catolicismo e o sonho de fazer uma pequena San Giovanni Rotondo no interior da Roménia, um país com um arraigado passado comunista e de maioria ortodoxa.
VICTOR, UM SACERDOTE ORTODOXO
Victor Tudor era um sacerdote ortodoxo romeno que não conhecia o Padre Pio e que, depois da cura milagrosa da sua mãe que tinha uma doença incurável, passou, juntamente com toda a paróquia, à Igreja Católica. Mas, além disso, decidiu ir além e conseguiu construir, apesar de mil dificuldades, uma Igreja dedicada ao santo capuchinho, bem como um hospital para os doentes em fase terminal.
Esta história teve início em 2002 quando a Lucrécia, mãe de Victor, foi diagnosticado um cancro no pulmão. Os médicos disseram que não era operável, pois havia metástases, por isso, deram -lhe apenas alguns meses de vida.
A VIAGEM DE LUCRÉCIA À ITÁLIA
Diante desta situação, o padre Victor contactou o seu irmão Mariano, pintor especializado em iconografia e que vivia em Roma. Com isto, esperava que pudesse conhecer algum médico que tratasse a sua mãe em Itália. Finalmente, pôde chegar à fala com um dos melhores médicos do mundo na sua especialidade e este disse-lhe que estudaria o caso se a sua mãe fosse a Roma.
Dito e feito. Lucrécia chegou doente a Itália. O médico viu-a e disse-lhe igualmente que a operação seria inútil e que só poderia intervir com alguns remédios para aliviar as terríveis dores.
A mãe ficou um tempo com o seu filho em Roma para que assim pudesse fazer mais exames. Enquanto isso, Mariano trabalhava fazendo um mosaico numa Igreja e levava a sua mãe consigo. Enquanto ele trabalhava Lucrécia visitava o templo e via as imagens.
A DESCOBERTA DO PADRE PIO
download
Uma imagem lhe chamou muito a atenção. Estava situada num canto da Igreja. Era o Padre Pio. A mulher ficou impressionada e perguntou ao seu filho quem era. Este contou-lhe brevemente a sua história e durante os dias seguintes o filho percebeu que sua a mãe estava constantemente sentada à frente da imagem do santo de Pietrelcina. Falava com a escultura como se falasse com uma pessoa.
Assim, passaram os dias. Duas semanas depois, Lucrécia e o seu filho Mariano correram ao hospital para realizar um exame. Mas, para a surpresa e espanto dos médicos e deles mesmos, o cancro terminal que sofria esta mulher romena havia desaparecido completamente.
Esta mulher ortodoxa havia pedido a intercessão do Padre Pio e este respondeu. Este feito percorreu toda a família começando pelo seu filho Victor, sacerdote ortodoxo. “A cura milagrosa de minha mãe realizada pelo Padre Pio em favor de uma mulher ortodoxa chamou-me a atenção”, reconhecia, então, este sacerdote romeno.
A COMOÇÃO NA PARÓQUIA
Esta personagem até então desconhecida deixou-o fascinado. Começou a ler a vida do Padre Pio e algo nele começou a mudar. Contou sobre o milagre da sua mãe aos seus paroquianos e todos ficaram admirados, pois a mãe de Victor era bem conhecida por eles. “Todos conheciam a minha mãe e sabiam que havia ido à Itália para tentar uma intervenção cirúrgica, e que voltou para casa curada, sem que nenhum médico a tivesse operado”.
Este milagre transformou não só a família Tudor, mas toda a comunidade ortodoxa. Conta o padre Victor que pouco a pouco a sua paróquia começou a conhecer e a amar o Padre Pio. “Líamos tudo aquilo que encontrávamos sobre ele e sua santidade nos conquistava”.
A CONVERSÃO AO CATOLICISMO
A coisa ia mais adiante e outros enfermos da paróquia também receberam graças extraordinárias do Padre Pio. Não obstante, começava a surgir um problema nesta comunidade, pois continuavam a ser ortodoxos e eram devotos de um santo católico contemporâneo.
Por causa de Padre Pio, o Padre Victor e a sua paróquia com quase 350 pessoas decidiram tornar-se católicos. Hoje pertencem ao rito greco-católico da Roménia. As suas vidas foram transformadas, mas, como o Padre Pio viveu numerosas dificuldades, eles também haviam de provar a sua nova fé.
Numa recente entrevista ao canal Padre Pio TV, Victor Tudor conta que tiveram “numerosas dificuldades” para se tornarem católicos, pois a conversão neste país ortodoxo com um passado comunista era bastante complexa. Problemas com os políticos, a polícia etc..
UM NOVO TEMPLO NA ROMÉNIA
lucrecia-tudorNão desanimaram e apesar dos impasses decidiram ir, inclusive, mais adiante, construindo uma Igreja dedicada ao Padre Pio. O templo já está praticamente construído e isso foi outro milagre do santo capuchinho.
Os fiéis, num grande gesto de humildade, colaboraram na construção. Enquanto isso, celebravam as Missas na rua, apesar da gélidas temperaturas do inverno. Tudo isso somado aos enormes obstáculos burocráticos. O padre Victor, desesperado acudia ao seu Bispo diante de tantos problemas e este sempre lhe respondia: “isto é de Deus e todas essas coisas se resolverão”. Assim, de repente um bispo pagou-lhes o terreno da Igreja. Iam acontecendo feitos extraordinários, que pouco a pouco favoreciam a construção.
Apesar disso, o padre Victor recorreu a Roma junto ao seu irmão para pedir também ajuda para esta igreja. Ali encontrou-se com outro bispo ao qual contou os seus problemas. “Qual será o padroeiro da sua Igreja?”, perguntou-lhe o prelado. Depois de responder que seria o Padre Pio, este bispo sorriu e lhe tranquilizou dizendo que “o Padre Pio lhe fará a Igreja sozinho”.
O HOSPITAL DEDICADO AO SANTO
Agora o templo é já uma realidade e para o padre Victor é outro milagre. “Senti que o Padre Pio me ajudou, aos meus fiéis e em outros países e Igrejas. É um sinal de fé”, afirma.
Ainda assim, este sacerdote romeno não ficou tranquilo e seguindo os passos do santo e pedindo a sua intercessão criou um “pequeno San Giovanni Rotondo”, na Roménia, depois de fundar um hospital que atenderá enfermos em fase terminal, gente sem recursos e idosos abandonados. As dificuldades são enormes e falta o dinheiro, mas Victor conta com a intercessão de Padre Pio. Até agora ele não falhou.
in Religion en Libertad (Tradução: Reparatoris)


blogger

1 comentário:

Antónimo disse...

Padre Pio!