domingo, 28 de junho de 2015

A teoria do Big Bang foi proposta por um Padre Católico

Para muitos o pai da teoria do Big Bang chama-se George Gamov, físico russo nacionalizado americano; mas poucos sabem que anos antes já esta teoria, que procura explicar a origem do Universo, tinha sido proposta pelo sacerdote Georges Lemaître.

O Pe. Lemaître nasceu em Charleroi (Bélgica), em 1894. Era filho de um médico e já desde a sua infância se distinguiu pela sua habilidade para as matemáticas e o seu espírito curioso. Essa atracção pelas ciências enriquece com a sua vocação sacerdotal.

Graças aos seus estudos, na década de 1920, teve a intuição de que o universo tinha uma história e se encontrava em evolução; opondo-se assim à concepção de todos os cientistas da época, especialmente Albert Einstein.

Assim, em 1930 propôs um modelo de universo com o nome de universo Lemaître-Einstein ou hipótese do átomo primitivo, que mais tarde foi conhecido como Big Bang. A sua reflexão baseou-se nos dados obtidos pela observação dos espectros de certas galáxias, recentemente descobertas.

Segundo o sacerdote, a história do universo divide-se em três períodos.

O primeiro é chamado “a explosão do átomo primitivo”. Segundo ele, há cinco biliões de anos existia um núcleo de matéria hiper-densa e instável que explodiu sob a forma de uma super-radioactividade. Esta explosão propagou-se durante um bilião de anos e os astrónomos percebem os seus efeitos nos raios cósmicos e nas emissões X.

Depois vem o período de equilíbrio, ou o universo estático de Einstein. Afirma que finalizada a explosão estabelece-se um equilíbrio entre as forças de repulsão cósmicas, na origem do acontecimento, e as forças de gravitação. Durante esta fase de equilíbrio, que dura dois biliões de anos, nascem as estrelas e galáxias.

Finalmente seguem-se os períodos de expansão, iniciados há dois biliões de anos. Afirma que desde aí o Universo se encontra em expansão a uma velocidade de 170 km por segundo, de maneira indefinida.

A sua teoria foi rejeitada nos Estados Unidos, e também por Albert Einstein. O Pe. Lemaître, que nunca procurou honras nem reconhecimento, deixa os seus trabalhos de cosmologia.

Anos depois, em 1948, Gamov propõe uma nova descrição do início do Universo, cujas bases estavam nitidamente presentes na cosmologia do Pe. Lemaître, que foi presidente da Pontifícia Academia das Ciências entre 1960 e 1966.

in acidigital


blogger

Sem comentários: