segunda-feira, 6 de julho de 2015

Um Católico não deve ir à Missa onde se ofende a Deus

 
De acordo com a Instrução Redemptionis Sacramentum, da Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos:

- A comunhão em duas especiais deve ser administrada aos fiéis leigos nos casos específicos designados pela Santa Sé, e indicados nos livros litúrgicos, sendo que a forma ordinária de comungar é, como explica o Concílio de Trento, a comunhão apenas na espécie do Pão. (100)

- Não deve ser administrada a comunhão em duas espécies quando existir o risco, mesmo que seja mínimo, de profanação. (101)

- Pode excluir-se a possibilidade de comunhão com palheta ou colher pequenina onde não houver o costume, permanecendo a intinção (molhar a hóstia no cálice). (103)

- Nunca é permitido que o fiel molhe por si próprio a hóstia no cálice (deve ser sempre o sacerdote a fazê-lo) nem tão pouco o fiel poderá receber a hóstia molhada na mão (mas sim sempre na boca). (104) 


blogger

5 comentários:

Anónimo disse...

Um dúvida: Os ministros da comunhão não devem molhar a hóstia consagrada no cálice?

Anónimo disse...

Esquece lá isso.
Relativamente à liturgia os abusos são abundantes.
Desde o uso indiscriminado de ministros da comunhão, acólitos mulheres, comunhão na mão. Todas estas coisas que nos documentos oficiais são excepções, que só devem ser utilizadas em ultimo recurso, hoje são a regra :(
Para não falar das traduções da formula da consagração. Como a troca do "de muitos" por "todos".
E o mais grave para mim são as homilias cheias de ideias protestantes, onde se fala de generalidades e raramente se fala na salvação da almas chegando-se mesmo à negação factual dos milagres descritos nos Evangelhos de Nosso Senhor Jesus Cristo.
E a música cheia de ritmos que não permitem a nossa elevação e concentração devidas aquele momento.
Tudo é permitido, tudo. Se os padres soubessem como isso mexe com o nosso coração durante a Missa jamais fariam coisas dessas.
Durante a Missa tenho muitas vezes de tentar abstrair-me destas coisas, mas é tão difícil. E depois ficam admirados porque tanta gente procura pela Missa segundo o rito antigo.

Nestas condições como posso seguir o conselho do S. Pe. Pio?:
"Como nós devemos ouvir a Santa Missa? Como a assistiam a Santa Virgem Maria e as Santas mulheres. Como São João assistiu ao Sacrifício Eucarístico e ao Sacrifício sangrento da cruz."

Anónimo disse...

Então os ministros da comunhão que se encontram á volta do altar não devem fazer a autocomunhão molhando as hóstias consagradas no Cálice Sagrado Sangue de Cristo! Tem de ser o sacerdote a molhar e ministrar a sagrada comunhão aos ministros da comunhão, directamente na boca dado. Os ministros da comunhão são leigos.

Anónimo disse...

E relativamente à musica, tiro os aparelhos auditivos para me concentrar.
Obrigado pela reposta, e o mais importante de tudo é participar em toda a missa mesmo antes de começar e não sair logo dela no fim para sentir a acção de graças do Senhor!
Estou esclarecida.

Anónimo disse...

"Eis o meio mais adequado para assistir com fruto a Santa Missa: consiste em irdes à igreja como se fôsseis ao Calvário, e de vos comportardes diante do altar como o faríeis diante do Trono de Deus, em companhia dos santos anjos. Vede, por conseguinte, que modéstia, que respeito, que recolhimento são necessários para receber o fruto e as graças que Deus costuma conceder àqueles que honram, com sua piedosa atitude, mistérios tão santos." (São Leonardo de Porto Maurício)