segunda-feira, 28 de março de 2016

Maria Madalena e Pedro: Testemunhas da Ressurreição

Christ_and_Mary_Magdalene_Albert_Edelfelt_1890 (1)
O Papa Pio XI, o primeiro Papa a receber da Irmã Lúcia a a mensagem de Fátima, certa vez lamentou-se: "Bem, eu sou o Vigário de Cristo. Penso que se Cristo queria de alguma maneira que eu soubesse algo, Ele simplesmente me diria."

Ao ouvirmos as leituras do Evangelho para a Páscoa, apercebemo-nos que não tem que ser necessariamente assim. Pelo contrário, Cristo não manifestou inicialmente a sua gloriosa ressurreição a Pedro, o primeiro Papa. Cristo, em vez disso, escolheu a pequena mulher penitente e devota da Divina Misericórdia, Maria Madalena, para ser o Seu emissário ao primeiro Papa. Cristo mostrou-se a Maria Madalena a quem Ele instruiu, a "Ir e dizer a Pedro".

Descobrimos aqui, no cume da história da salvação, o padrão pelo qual Cristo deve governar - através de Pedro mas guiado pelas vozes de pequenas mulheres. A pergunta é, então, "Irá Pedro ouvir?"
  • Pensem em Sta. Catarina de Sena que disse ao Papa para deixar Avignon, França, e regressar à justa Roma. O Papa obedeceu à pequena freira.
  • Lembrem-se da freira augustiniana, Juliana de Liège, através de quem Cristo pediu ao Papa para instituir a festa do Corpus Christi.
  • Pensem em Sta. Margarida Maria de Alacoque através de quem o Papa aprovou e espalhou a devoção ao Sagrado Coração de Jesus.
  • Pensem em Santa Catarina Labouré que recebeu a visão da Medalha Milagrosa em 1830, que depois levou à popularização da Imaculada Conceição e à dogmatização deste ensinamento por Pio IX.
  • Podemos lembrar-nos de Santa Faustina e dos seus apelos de que a Divina Misericórdia fosse reconhecida pela Igreja universal - que até uma festa da Divina Misericórdia sancionada papalmente fosse estabelecida no Domingo depois da Páscoa.
  • Lembrem a pequena Lúcia de Fátima que durante décadas pediu sem sucesso aos Santos Padres e bispos para consagrar a Rússia ao Imaculado Coração.
Uma e outra vez descobrimos o padrão deixado por Cristo e Maria Madalena. Uma pequena mulher vem a Pedro e diz algo quase inacreditável: "Vimos o Senhor... Ele diz..."

Não posso deixar de imaginar, e isto é pura especulação, que no final dos tempos, Cristo vai outra vez escolher outra pequena mulher com um último pedido ao último Papa do mundo. Parece encaixar bem que acabe dessa maneira. Quando tudo parecer perdido e a Igreja sofrer tão terrivelmente que então o drama misterioso da manhã de Páscoa seja de alguma maneira re-encenado antes de Cristo regressar para julgar os vivos e os mortos. Uma pequena mulher pode trazer a boa nova a Pedro uma última vez.
Sta. Maria Madalena e S. Pedro, rogai por nós!

Taylor Marshall


blogger

1 comentário:

Maria de Bragança disse...

Lembrem-se dos três pastorinhos e no papel das duas pequeninas.