terça-feira, 11 de outubro de 2016

Ave, o Theotokos!

Hoje a Igreja celebra o primeiro dogma mariano: a Divina Maternidade de Maria.

Primeiro, como razão de todos os outros.
"Bem-aventurado é o ventre da Virgem Maria que carregou o filho do Eterno Pai."

O dogma que declara verdade de fé que Maria é Mãe de Deus foi proclamado pelo Concílio de Éfeso, no ano 431.

A controvérsia era chefiada, de um lado, pelo Patriarca de Constantinopla, Nestório, bispo famoso como orador sacro, como líder e organizador, como conhecedor das Escrituras; por outro lado, o Patriarca de Alexandria, Cirilo, também exímio pregador, teólogo refinado, excelente bispo. Ambos tinham seguidores: bispos, padres e leigos.

Nestório ensinava que Maria era só mãe do Cristo-homem, porque lhe parecia absurdo uma criatura ser mãe do Criador. Cirilo contestava com veemência, afirmando que não podia haver dois Cristos, um homem e outro Deus. E havendo um Cristo só, embora com duas naturezas inseparáveis, Maria era Mãe do Cristo-homem e Mãe do Cristo-Deus, portanto a sua maternidade era tão divina quanto humana, ela era verdadeiramente Theotokos, Mãe de Deus. O Concílio deu razão a Cirilo e declarou herética a posição de Nestório.

Nossa Senhora recebeu todas as graças extraordinárias, o que fez dela única e a mais bela criatura do universo e da economia da salvação. O ponto de partida dessas graças, no entanto, é o facto dela ser mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo, ou seja, a Mãe de Deus.

Reza a oração colecta deste dia: "Deus, que fostes satisfeito que à mensagem do Anjo o Vosso Verbo se fizesse carne no ventre da Beata Virgem Maria, concedei aos Vossos suplicantes, que acreditando que ela seja a verdadeira Mãe de Deus, possamos ser assistidos pelas suas intercessões junto de Vós. Por Nosso Senhor Jesus Cristo..."

Esta maternidade faz de Maria Mãe de todo o homem, pois todo o homem é filho de Deus.

São Boaventura, em louvor da Virgem compôs este hino à sua Maternidade Divina: "Os coros dos anjos, com vozes incessantes, te proclamam: santa, santa, santa, ó Maria, Mãe de Deus, mãe e virgem ao mesmo tempo! Os céus e a terra estão cheios da majestade vitoriosa do Fruto do teu ventre! O glorioso coro dos apóstolos te aclama Mãe do Criador! Celebram-te todos os profetas, porque deste à luz o próprio Deus! A imensa assembléia dos santos mártires te glorifica como Mãe do Cristo. A multidão triunfante dos confessores prostra-se diante de ti, porque és o Templo da Trindade!"

Maria concebeu Jesus no seu coração antes de O carregar abaixo do coração. Os Seus corações sincronizaram-se nesta concepção e desde então só deixaram de o estar quando Cristo morreu. Sincronizemos os nossos corações com o Sagrado Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

Maria, Mater Dei, ora pro nobis!

PF


blogger

Sem comentários: