domingo, 6 de novembro de 2016

Quod non fecit Dominus fecit baculus

Santo Agostinho conta que um certo homem, não ouvia nem os conselhos nem as súplicas dos que procuravam convencê-lo a abandonar uma casa de má vida que frequentava com grande escândalo. Não quis saber de nada, dizendo que simplesmente não podia. 

Aconteceu que um dia, naquela mesma casa, lhe deram uma carga de pauladas das mais respeitáveis. Aquele homem abandonou no mesmo instante a casa ... a impossibilidade desapareceu subitamente.

Comenta Santo Agostinho: “Quod non fecit Dominus fecit baculus” (aquilo que Deus e o amor da alma não conseguiram conseguiu-o a bengala).

Pe. Luiz Chiavarino in 'Confessai-vos bem'


blogger

Sem comentários: