quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

11 pensamentos de S. João da Cruz muito úteis para fazer meditação

1. "O amor consiste em despojar-se e desapegar-se, por Deus, de tudo o que não é Ele."

2. "Para buscar a Deus, requer-se um coração despojado e forte, livre de tudo o que não é puramente Deus."

3. "Que felicidade o homem poder libertar-se da sensualidade! Isto não pode ser bem compreendido, a meu ver, senão por quem o experimentou. Só então verá claramente como era miserável a escravidão em que se estava."

4. "Adquire-se a sabedoria através do amor, do silêncio e da mortificação; grande sabedoria é saber calar e não inserir-se em ditos ou fatos e na vida alheia."

5. "O amor não consiste em sentir grandes coisas, mas em despojar-se e sofrer pelo Amado."

6. "Quem não busca a cruz de Cristo não busca a glória de Cristo."

7. "Quando tiveres algum aborrecimento e desgosto, lembra-te de Cristo crucificado e cala-te."

8. "A alma que busca a Deus e permanece nos seus desejos e comodismo, procura-O de noite, e, portanto, não o encontrará. Mas quem o busca através das obras e exercícios da virtude, deixando de lado os seus gostos e prazeres, certamente o encontrará, pois procura-O de dia."

9. "A mosca que pousa no mel não pode voar; a alma que fica presa ao sabor do prazer sente-se impedida em sua liberdade e contemplação."

10. "Por causa de prazeres passageiros, sofrem-se grandes tormentos eternos."

11. "Quem se queixa ou murmura não é cristão perfeito, nem mesmo bom cristão."


blogger

2 comentários:

Anónimo disse...

Gostei bastante de todas as frases só não entendi esta: Por causa de prazeres passageiros, sofrem-se grandes tormentos eternos. Não sei porque por causa de prazeres se têm de passar tormentos e eternos... se temos de suportar com paciência as contrariedades do dia a dia porque não usufruir dos prazeres que nos podem trazer? Se não precisamos de acrescentar dores e nos bastam as que surgem porque havemos de fugir dos prazeres? Eles também fazem parte da vida e Deus também nos dá/ permite coisas boas e prazerosas. Já nos basta a cruz de cada dia, coisas boas são uma graça, porque coisas más sempre teremos

Josiane Moraes disse...

Aqui está se tratando da futilidade apresentada pelo mundo tao ligado ao culto dos prazeres advindos da avareza( apego material no ter) e da sensualidade da carne como o mundo e o demonio apresentam a luxúria. É preciso discernir com a luz do Espírito Santo o que nos afasta de Deus e o que nos leva a ama-lo sobre todas as coisas.