sábado, 11 de fevereiro de 2017

10 anos de aborto em Portugal e o aviso da Irmã Lúcia

10 anos, neste dia de Nossa Senhora de Lourdes, o 'Sim' ao aborto venceu em Portugal. Nesse dia os direitos humanos e o bem-comum perdeu em Portugal. Entretanto já foram feitos cerca de 175 mil abortos legais (e gratuitos) em Portugal. 175 mil vidas humanas inocentes, únicas e irrepetíveis, na fase mais frágil da sua vida foram brutalmente ceifadas, privadas da sua existência. 

Os que dizem que ficaram a ganhar os "direitos" das mulheres esquecem-se (ou omitem) que metade desses 175 mil bebés eram do sexo feminino, por isso 87,5 mil mulheres foram mortas da forma mais violenta possível. 

E quanto às consequências desta chacina? Aparentemente nenhumas. Tudo decorre normalmente no nosso País. Todos dormem tranquilamente à noite, os homicídios são feitos em silêncio, sem que as vítimas possam expressar a sua dor ou indignação e sem quem as defenda. 

No entanto, especialmente neste ano do centenário das aparições de Fátima, talvez seja prudente não esquecer o aviso feito pela Irmã Lúcia

"Se Portugal não aprovar o aborto, está salvo; mas se o aprovar, terá muito que sofrer. Pelo pecado da pessoa paga a pessoa que dele é responsável; mas pelo pecado da Nação paga todo o povo. Porque os governantes que promulgam as leis iníquas fazem-no em nome do povo que os elegeu."

Este aviso deve ser levado a sério. Temos de fazer os possíveis e impossíveis para acabar com a legalização do aborto o mais depressa possível. Não podemos continuar a viver normalmente como se nada fosse.

João Silveira


blogger

6 comentários:

Jorge disse...

E também faz 1 ano que aprovaram a adopção de crianças por "pares" do mesmo sexo. São coincidências a mais para serem ao acaso...

Já estamos e vamos continuar a pagar bem caro estas afrontas a Deus!

AM disse...

Perfeitamente em completa sintonia contra o flagelo civilizacional que é o aborto ... "porque sim".
Agora segue as mesmas pisadas a eutanásia ... "porque não ?"
Seres irracionais a promulgar leis imorais em nome do "vale tudo".
Valerá ?

Detonador Gameplays disse...

Quem mata uma criança totalmente indefesa no ventre da mãe,jamais pode ter perdão!Não se pode ter total desprezo p´la vida humana! Um filho é uma dádiva de Deus!... Como é possível,cometer tão hediondo crime?Deus é justo e tolerante mas... não pode com tanto!!!

Joao Simoes Almeida disse...

Infelizmente esta é a era do descarte!

Maria Luiza Osorio Cabral Albuqerque Costa Mim a oleo esta disse...

Tirar a vida a um ser indefeso e O no c entre o no com fe so pode ter consequencias muito graves .Adopçao de crianças por pessoas do mesmo sexo e irracional quem e o pai O no c entre O no c entre e a mae?grande confusao na cabeça das crianças.A Eutanasia e matar antes de tempo.Tudo isto tem reflexos que nos seres humanos temos dificuldade em alcançar.Sabemos que esta errado.

Anónimo disse...

Detonador Gameplays o seu comentário é deplorável, o senhor fala de si mesmo e não de Deus. O pecado do aborto é perdoado há muito tempo, se é perdoado é pela vontade de Deus, e foi mais do que reafirmada essa vontade pela decisão tomada pelo Papa recentemente, no entanto deve ser travado com os métodos adequados. Seguindo um raciocínio idêntico ao seu e não de Deus, diria que será tão julgado nas suas faltas como julga os demais, isto já está escrito, mas o que vc disse não, são palavras apenas suas, e são lamentáveis