quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

A Cátedra de São Pedro

Aqui está a estátua de S. Pedro, na Basílica Vaticana, devidamente preparada - com pluvial (a capa), tiara papal e o anel de pescador - neste dia da Cátedra de S. Pedro. Esta festa começou a ser celebrada no séc. III e tem como propósito relembrar o local de onde S. Pedro ensinava os cristãos de Roma e o que isso implicava. 

A cátedra (cadeira, em latim) simboliza a autoridade de um Bispo para ensinar onde tem jurisdição, ou seja onde é ele a mandar. No caso de um Bispo diocesano é a sua diocese. O Papa tem jurisdição universal, por isso quando fala a partir da cátedra não se dirige apenas à diocese de Roma mas ao mundo inteiro. 

Segundo o dogma da Infalibilidade Papal, quando o Papa ensina "ex cathedra" (a partir da cadeira) uma verdade de Fé ou de moral não pode errar, pela especial assistência que lhe é dada nesse momento pelo Espírito Santo. Infelizmente este dogma tem sido muito mal compreendido e as pessoas acham que tudo o que o Papa diz é infalível. Isso não é verdade, um Papa pode errar nas coisas que diz e faz no dia-a-dia. Aconteceu com todos os Papas, ao longo da História, basta olhar para S. Pedro, que traiu Jesus. 

"E o Senhor disse: «Simão, Simão, olha que Satanás pediu para vos joeirar como trigo. Mas Eu roguei por ti, para que a tua fé não desapareça. E tu, uma vez convertido, fortalece os teus irmãos.» Ele respondeu-lhe: «Senhor, estou pronto a ir contigo até para a prisão e para a morte.» Jesus disse-lhe: «Eu te digo, Pedro: o galo não cantará hoje sem que, por três vezes, tenhas negado conhecer-me»." Lc 22, 31-33

João Silveira


blogger

Sem comentários: