sábado, 24 de setembro de 2016

Quais são os 4 pecados que bradam aos Céus?


Os pecados que bradam aos Céus por vingança são: homicídio intencional, sodomia, opressão dos pobres, privar os trabalhadores dos seu salários. Esta categoria de quatro pecados graves não é a classe dos pecados mais graves porque nenhum deles se opõe directamente a Deus. Mas são pecados que provocam a ira de Deus, de uma forma que não atribuímos a Sua Divina ira contra muitos outros pecados, e porque a Sagrada Escritura fala deles como uma classe à parte e como um clamor pela vingança de Deus.

Nos quatro pecados acima mencionados, a ofensa é directamente feita contra a natureza e contra os instintos naturais e, assim, contra a ordem que Deus teve tanto cuidado para estabelecer no mundo.

Deste modo, o homicídio intencional é directamente oposto à soberania de Deus, o único mestre da vida. A sodomia é uma perversão do verdadeiro instinto sexual, feito para perpetuar a raça. A opressão dos pobres extingue o arraigado sentimento de piedade no coração humano. Privar os trabalhadores dos seus salários é oposto ao instinto social que salvaguarda a propriedade dos membros do corpo político. 

É óbvio que este pecados levam à destruição da raça humana. Encontram-se claras advertências na Sagrada Escritura que colocam estes quatro pecados numa classe à parte e para serem considerados crimes hediondos. Por exemplo: “a voz do sangue do teu irmão clama por Mim da Terra”; “o clamor de Sodoma e de Gomorra é multiplicado e o pecado deles tornou-se excessivamente grave”; “Eu vi a aflição do meu povo no Egipto e ouvi o choro deles devido ao rigor dos seus exploradores”; “eis que os vossos trabalhadores, que ceifaram os vossos campos e que por fraude lhes foram tirados por vós, clamaram; e o clamor deles foi ouvido pelo Senhor dos Sabbaoth” (Gen. 4, 10; 18, 20; 19, 13; Exod. 3, 7; Deut. 24, 14; Tg. 5,4).

Henry Davis SJ in Moral e Teologia Pastoral


blogger

10 comentários:

Anónimo disse...

"Os pecados que bradam, aos Céus por vingança", por vingança?? O termo usado no texto raça, não parece ser adequado. Mas antes espécie humana. Todos os humanos vivos pertencem à mesma espécie (Homo sapiens)

Anónimo disse...

Politicamente correto não cabe nas palavras de Deus, que são a Verdade Eterna. (Ponto).

Ildeci Totus tuus disse...

O termo "por vingança" cabe no contexto da informação?
Não entendi.

João Silveira disse...

"Por vingança"faz parte da denominação destes pecados. Significa que, pela sua gravidade, pedem que Deus reaja.

Anónimo disse...

Onde é que "Por vingança" está referenciado? No catecismo?

João Silveira disse...

Catecismo de S. Pio X:

963) Quais são os pecados que bradam ao Céu e pedem vingança a Deus?

Os pecados que bradam ao Céu e pedem vingança a Deus são quatro:
1º homicídio voluntário;
2º pecado impuro contra a natureza;
3º opressão dos pobres, principalmente órfãos e viúvas;
4º não pagar o salário a quem trabalha.

964) Por que se diz que estes pecados pedem vingança a Deus?

Diz-se que estes pecados pedem vingança a Deus, porque o diz o Espírito Santo, e
porque a sua malícia é tão grave e manifesta, que provoca o mesmo Deus a puni-los com
os mais severos castigos.

Anónimo disse...

Será que me poderá explicar porque usa o catecismo de S. Pio X se até o Papa emérito Ratzinger ressalvou que o novo Catecismo da Igreja Católica e o seu Compêndio podem responder da melhor maneira às exigências da actualidade?
Talvez me possa fazer perceber porque é que os padres com a sua postura, embora desconheça se é padre ou leigo, o que me é também indiferente, destacam concepções caducas como temor a Deus entre outros, mas de Amor esquecem-se de falar tantas vezes quantas Deus gostaria: Sempre? É inacreditável que vão buscar referências a um catecismo de 1905 aproximadamente para fazer uma referência tão descabida na actualidade.
Os membros ou simpatizantes da opus dei parecem-me tão bizarros, quem um dia se houver um movimento contra eles, eu serei apoiante com toda a certeza.


Anónimo disse...

Quero rectificar o que escrevi. Não são os membros que são bizarros etc… mas a postura que adoptam e o que defendem, ou dão prioridade. Acima de tudo o mal não é na sua essência dos membros, mas da Instituição, já que eles apenas obedecem, se bem que a obediência tem a sua flexibilidade, o que faz toda a diferença entre membros.
Desculpe as perguntas que fiz aqui (embora sem resposta), já vi que só responde a alguns, ou quando raramente lhe apetece. Enfim lá tens os seus critérios, talvez só responda a fotos, ou a pessoas simpáticas. Já reparou, eu não sou simpática… porque a simpatia, não é a minha prioridade!

Anónimo disse...

Tinha escrito embora tenha desaparecido a parte em que dizia, o muito que têm de bom, também têm de mau, é antagónico, é por isso é que é ainda mais estranho.

Se a minha escrita o perturbar eu poderei tentar entender. Posso deixar de escrever, terá de mo dizer.

Flávio Quidorne disse...

Meu amigo, Paz! Salve Maria.

Só para ficar claro, já que o problema "está" no Catecismo de São Pio Xi, consulte o atual Catecismo por gentileza em seu parágrafo 1867, onde contém a mesma citação e ensinamento sobre o referido assunto. Só um adendo, os diferentes Catecismos, obviamente, adaptam-se as realidades e necessidades de sua época, contudo, a Doutrina é IMUTÁVEL.

Abraços Fraternos,

Flávio Quidorne.