segunda-feira, 21 de novembro de 2016

7 razões que me levaram a juntar a uma paróquia de Missa em Latim

Nós temos ido à Missa em Latim (i.e. Missa Tradicional). Registámo-nos na Igreja Católica Mater Dei, uma paróquia servida pela Fraternidade Sacerdotal de S. Pedro (FSSP). A passagem não se baseou em idealismo ou nostalgia. E também não a procurámos em reacção a algo que já tínhamos experimentado. Simplesmente experimentámos e descobrimos que gostávamos.

Queríamos apenas uma paróquia onde fôssemos desafiados a tornar-nos santos. Não é de facto pela Missa em Latim per se. (Eu ensino Latim, por isso sou um bocado parcial em relação a isso.) Ao invés, é pelos padres que constantemente nos guiam como se a sua salvação dependesse disso. Se eu pudesse dar uma razão pela qual vamos à Mater Dei, seriam os padres. O Father Longua e o Father Wolf são excelentes. Cada um deles mantém a paróquia focada na salvação e não no ponto de serem "tradicionalistas".

Aqui estão sete razões pelas quais eu gosto de uma "paróquia de Missa em Latim":

1 - Existem sacerdotes a confessar todos os dias, pelo menos uma hora, e os padres desafiam-nos constantemente a ir à confissão, pelo menos semanalmente. A Confissão é oferecida antes, durante e depois da Santa Missa. Depois da Missa diária, o padre regressa da sacristia, reza aos pés do altar, vira-se para as pessoas e diz "Vou estar no confessionário." Para mim, este é um sinal de profunda dedicação sacerdotal. Ele não quer apertar as nossas mãos ou receber cumprimentos, ele quer que nos reconciliemos com Deus. Deixem-me acrescentar que não estou a dizer que os padres que não são da FSSP não fazem isto. Conheci muitos bons padres paroquianos que estão no confessionário todos os dias. Só estou a dizer que os padres da FSSP têm esta dedicação consistentemente.

2 - As homilias são boas e não há penugem. É straight forward: Céu/inferno, graça/pecado, virtude/vício, ser santo no mundo, remover o pecado da vossa vida, etc...

3 - A Comunhão é recebida de joelhos e na língua e da mão do padre. Quando eu era um Anglicano recebíamos de joelhos e eu nunca me ajustei a estar de pé para a Sagrada Comunhão como Católico. O momento da Sagrada Comunhão torna-se mais reverente e mostra honra a Cristo.

4 - A paróquia promove devoções como Adoração Eucarística, Bençãos, Santo Rosário, Novenas, Escapulários, Devoções marianas, etc...

5 - Visto que a confissão é oferecida com tanta frequência, a nossa família está a ir à confissão quase semanalmente. Estou a descobrir que este é o segredo para um vida de família feliz. Os padres também me deram algumas dicas e sugestões sobre como estabelecer uma noite do Terço em família.

6 - A música é bem preparada e bonita. As nossas vozes não são sufocadas por alguém à frente com um microfone. Só este facto é um incentivo a cantar e a cantar alto.

7 - Sempre que a Missa em Latim aparece, algumas vezes ouvimos Católicos a dizer: "Bem, eu gosto muito da Missa em Latim, só não consigo é aguentar as pessoas da Missa em Latim! Estão sempre a julgar!"

Eu próprio já disse isto antes. No entanto não experimentámos mais "julgamentos" lá do que noutro lado qualquer. Não há dúvida, recebemos alguns olhares de pessoas porque as nossas crianças fazem barulho. Mas também tínhamos isso na paróquia de Missa Nova.

Até agora ninguém veio falar comigo depois da Santa Missa e começou a falar sobre a conspiração do Terceiro Segredo de Fátima, ou porque é que o Latim é a linguagem de Deus, ou porque é que o Vaticano II é mau, ou como João XXIII era maçon. Tem sido bastante normal. De facto, atrevo-me a dizer, as pessoas da Missa em Latim são geralmente mais simpáticas em relação às crianças. Eles gostam de ver famílias grandes e a crescer.

Portanto aqui estão sete razões. Provavelmente há mais. Claro, nós ainda somos novos a tudo isto. De certeza que vai haver desilusões. Isto não é nenhum Shangri-La espiritual na Terra. No entanto, estamos muito satisfeitos. 

Taylor Marshall


blogger

Sem comentários: