quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Tertuliano escreve à sua mulher sobre o casamento cristão

Onde encontrar palavras para exprimir toda a excelência e felicidade do matrimónio cristão? A Igreja redige o contracto, a oferta eucarística confirma-o, a bênção coloca-lhe o selo, os anjos que são dele testemunha registam-no, e o Pai dos céus ratifica-o. Que aliança doce e santa a de dois fiéis que carregam o mesmo jugo (cf Mt 11,29), reunidos na mesma esperança, no mesmo desejo, na mesma disciplina, no mesmo serviço!

Ambos são filhos do mesmo Pai, servos do mesmo Senhor, formando uma só carne (cf Mt 19,5), um só espírito. Oram juntos, adoram juntos, jejuam juntos, ensinam-se um ao outro, encorajam-se um ao outro, apoiam-se um ao outro. 

Encontramo-los juntos na igreja, juntos no banquete divino. Partilham por igual a pobreza e a abundância, as perseguições e as consolações. Não há segredos entre eles, nenhuma falsidade: confiança inviolável, solicitude recíproca, nenhum motivo de tristeza. Não têm de se esconder 
um do outro para visitar os doentes, para dar assistência aos indigentes; a sua esmola não é motivo de disputa, os seus sacrifícios não conhecem escrúpulos, a observância dos seus deveres quotidianos é sem entraves. 

Entre eles não há sinais da cruz furtivos, nem saudações inquietas, nem acções de graças mudas. Da sua boca, livre como o seu coração, elevam-se hinos e cânticos; a sua única rivalidade é a de ver quem celebra melhor os louvores do Senhor. Cristo alegra-Se com tal união; a tais esposos Ele envia a sua paz. «Onde dois estiverem reunidos», Ele também está presente (cf Mt 18,20); e onde Ele está presente, o inimigo da nossa salvação não tem lugar.


blogger

2 comentários:

Tiago Rodrigues disse...

;) Abraço

Anónimo disse...

Assunto muitíssimo importante; que demanda serenidade e plena racionalidade... Bom e saudável é que pessoas resolvam: de alguma forma, contribuir para essa discussão. Quando com essa afirmação não farei comentário específico sobre o seu Blog, naquilo que você desenvolveu, todavia, reitero a importância de discutir este assunto... Para tanto sugiro à sua pessoa e seus leitores a leitura do meu Estudo sobre o Tema, cujo título é: SEXO ANAL NO CASAMENTO É PECADO?, endereço ─ www.sexopecadoecasamento.blogspot.com
Atenciosamente JORGE VIDAL