sexta-feira, 8 de novembro de 2019

4 cristãos recusaram esculpir estátuas pagãs e foram martirizados

Hoje a Igreja comemora os Quatro Santos Coroados (Santi Quattro Coronati): Castório, Cláudio, Nicóstrato e Sinfrónio. Estes eram quatro irmãos, escultores em Sirmium (hoje na Sérvia). O seu trabalho era notável e ganhou fama em todo o Império Romano. De tal maneira que o próprio Imperador, Dioclesiano, encomendou-lhe uma obra. Deveriam esculpir uma estátua do deus da Medicina, Esculápio (Aesculapius).

Os afamados escultores, sendo cristãos, recusaram-se a produzir uma estátua de um deus pagão. Tendo sido irredutíveis nesta recusa mostraram-se disponíveis para a pagar com a vida. E por isso foram martirizados na província romana da Panónia, por se terem recusado a colaborar na idolatria, pecado contra o Primeiro Mandamento da Lei de Deus.

Foram considerados mártires, dignos de veneração e coroados com todo o género de honras por parte da Igreja. Têm uma Basílica com o seu nome em Roma, no Monte Célio, entre o Coliseu e a Basílica de São João de Latrão.

Que grande diferença para os nossos dias, nos quais estátuas de deuses pagãos - estátuas como a da 'Pachamama' - recebem veneração e honras em várias igrejas de Roma, e até no Vaticano, durante o Sínodo da Amazónia. Outrora os cristãos preferiam ser mortos a esculpir uma estátua de um ídolo, hoje são os próprios membros da hierarquia da Igreja que as levam para dentro das igrejas, promovendo a idolatria, um grave pecado contra a mais importante das Leis Divinas.

É urgente organizar actos de desagravo pelas graves ofensas que foram feitos contra Nosso Senhor, especialmente nas últimas semanas em Roma.

João Silveira 


blogger

Sem comentários: