quarta-feira, 30 de julho de 2014

10 Livros para ler este Verão - Recomendações Senza Pagare

Estamos a pouquíssimos dias do mês de Agosto e, se é verdade que muitos dos nossos leitores já estão de férias, outros só as começam agora neste mês.

As férias são um momento de charneira na vida de qualquer cristão. É impossível continuar com uma vida de Fé igual: ou se aumenta a Vida Interior ou se diminui.

Isto é fácil de perceber, porque é uma altura em que normalmente temos muito tempo livre, logo há uma escolha que tem que ser feita: vou dedicar mais tempo a Deus... ou não?

Felizmente a resposta é simples e nas férias pode-se dar mesmo um grande salto na Vida Interior. Como? Fazendo um esforço louco para ir à Missa ao Domingo no sítio onde se passa férias (ou mesmo indo à Missa nos dias de semana), convidando amigos para vir connosco, rezar mais (na praia a ver o pôr do Sol ou, melhor ainda, diante do Sacrário) e, fundamental, ler bons livros.

O Papa Bento XVI, nos Angelus de Verão, falou muito sobre o valor sobrenatural das férias:
"Todo o bom cristão sabe que as férias constituem uma ocasião de repouso físico e também de renovação espiritual na oração e meditação, que permitem desenvolver a relação com Cristo e de melhor se conformar aos seus ensinamentos".
Sabendo isto, o blog Senza apresenta uma lista de 10 livros para ler este Verão. Todos estes livros podem ser encontrados numa livraria normal como a Fnac ou Bertrand, mas os links das editoras também permitem encomendá-los rapidamente. Aqui estão eles:

1. Todos os caminhos vão dar a Roma, Scott e Kimberly Hahn (Diel)

Este livro é óptimo. O casal Scott e Kimberly Hahn contam a sua história de vida que foi desde Cristãos evangélicos a Católicos. Scott Hahn, provavelmente um dos autores Católicos mais conhecidos actualmente, era um pastor protestante e um feroz atacante da Igreja Católica. No entanto, é interessante ver o que acontece quando ele começa a ensinar no seminário protestante matéria muito parecida à doutrina Católica...

Para além de ser excelente para conhecer os fundamentos da doutrina Católica, é óptimo para qualquer casal perceber até que ponto a Fé é importante na relação entre marido e mulher.
E é de leitura muito fácil. Já ouvi alguém dizer que um dos maiores "erros" que fez foi começar a ler este livro, porque depois fez directa até o acabar.




2. Com olhos novos - A história da minha conversão, Alessandra Borghese (Diel)

Outra história de conversão, boa para ler na praia. Alessandra Borghese é uma princesa, da alta aristocracia italiana. No meio de luxos é bem sabido que é muito fácil esquecer Deus e a vontade de querer ser Santo, mesmo depois de anos de catequese.

Este livro, mais do que explicar as razões da Fé, explica o que significa mudar radicalmente de vida para centrá-la em Deus. Após uma adolescência e juventude conturbadas e marcadas por incidentes trágicos, a vida de Alessandra Borghese mudou a partir de um encontro com Deus. 




3. Ortodoxia, G. K. Chesterton (Aletheia)

Este livro já é mais puxado mas, também por isso, é muitíssimo bom. GK Chesterton, escritor britânico conhecido por ser o apóstolo do senso comum, é considerado por muitos um dos melhores escritores do século XX. Agora juntem a isso uma conversão radicalmente pensada ao Cristianismo e, mais concretamente, ao Catolicismo.

Através deste livro ficarão a saber porque é que o Cristianismo é a melhor filosofia de vida.... porque é a única em que tudo bate certo, isto é, é a única que é verdadeira. Atenção: se lerem este livro enquanto estão na praia ou no sofá, reservem algum tempo para contarem as piadas e exemplos que vão lendo.




4. Auto-de-Fé: A Igreja na Inquisição da Opinião Pública, Pe. Gonçalo Portocarrero e Zita Seabra (Aletheia)

Este livro é um must. Qualquer pessoa interessada na Igreja Católica (mesmo que não pratique) devia lê-lo. Em formato de entrevista, a editora Zita Seabra entrevista o Pe. Gonçalo Portocarrero sem tabus nem respeitos humanos.

Os "podres" todos da Igreja Católica estão aqui... para nos mostrar que afinal aquilo que nos escandalizava passa a ser coroa de glória. Desde o caso Galileu até ao Opus Dei, passando por muita doutrina Católica (confissão, ir à Missa, ...) está tudo explicado num tom humorístico e muito lógico.

Depois de lerem este livro não se esqueçam de o emprestar a um amigo.




5. O que a Civilização Ocidental Deve à Igreja Católica, Thomas Woods Jr. (Aletheia)

Para quem gosta de história e de ciência, economia ou artes, este livro é o ideal.

Basicamente, o historiador Thomas Woods Jr, formado em Harvard e com Phd na Columbia University, explica que praticamente tudo o que há de bom no Ocidente tem uma origem - a Igreja Católica. Isto pode parecer chocante, falacioso ou mesmo fantasia, mas não deixa de ser verdade.

Toda a base intelectual e científica da Europa (e, por assim dizer, do mundo) nasceu com a Igreja Católica, mas também toda a saúde (os Cristãos inventaram os primeiros hospitais), o direito (o direito Canónico, originário do antigo direito Romano), a economia e muito mais.



6. Bento XVI - Visto de Perto, Peter Seewald (Lucerna/Principia)

Passado pouco mais de um ano da renúncia do Papa Bento XVI, facilmente percebemos que ainda não temos noção deste gigante que passou pela Cátedra de S. Pedro.

Provavelmente daqui a 100 anos será possível fazer uma análise próxima da realidade e perceber a influência que Joseph Ratzinger teve na Igreja, na teologia e na cultura do mundo inteiro.

Para saltar esses 100 anos existe este livro, escrito pelo jornalista que entrevistou o Papa três vezes (dando origem a três livros). 

Conheçam a história de um alemão socialista ateu que começou a mudar a sua vida quando teve que preparar um artigo sobre o Cardeal Ratzinger. Através da sua investigação, Peter Seewald conta-nos a vida de Bento XVI de uma forma muito jornalística e desmontando todos os mitos que se pode ter sobre o Papa Bento.




7. Missão Cumprida: Biografia de Álvaro del Portillo, Hugo de Azevedo (Diel)

A cerca de dois meses da Beatificação de D. Álvaro del Portillo, primeiro sucessor de S. Josemaria à frente da Prelatura do Opus Dei, este livro é imprescindível.

Conheçam a vida do Bispo que, quando morreu, teve o Papa João Paulo II ajoelhado aos seus pés, evitando rezar a oração pelos fiéis defuntos, confiando que D. Álvaro já estava no Céu.

Escrito de uma forma muito acessível, este pequeno livro para além de dar a conhecer a vida de um dos últimos Santos dos século XX, fala muito sobre o início da Obra e a vida de S. Josemaria. Além disso, D. Álvaro esteve à frente de uma das comissões do Concílio Vaticano II: é também um bom livro para todos os interessados em história moderna da Igreja.




8. Sacramentos e Vida Cristã, João Paulo Pimentel (Lucerna)

Todas as grandes personalidades Cristãs (os Santos) que andaram por este mundo tinham pelo menos uma coisa em comum: frequentavam os sacramentos... com regularidade.

Este livro ajuda a perceber, de uma forma muito simples e divertida, cada sacramento e porque é que eles são muito mais importantes do que aquilo que nós pensávamos.

Cheio de exemplos concretos e comparações, o Pe. Pimentel chega mesmo a comparar o confessionário ao famoso Guarda-roupa das Crónicas de Nárnia. Para saberem mais, têm que ler o livro!




9. Um Caminho Sob o Olhar de Maria: Biografia da Irmã Lúcia, Carmelo de Coimbra (Edições Carmelo)

Acabado de sair nas lojas, este livro é a mais completa biografia da Irmã Lúcia. Não é difícil de perceber que, para se ser santo, não basta ver Nossa Senhora. E este livro mostra exactamente que a Irmã Lúcia foi uma grande grande santa.

Só o facto de ser escrito pelo "Carmelo de Coimbra" mostra todos os pormenores que este livro contém lá dentro. É impossível não ler este livro, depois de conhecer histórias impressionantes da vida da irmã Lúcia nos vários sítios por onde andou, e não ficar com uma vontade enorme de ser Santo.




10. Corpus Christi: A Sagrada Comunhão e a Renovação da Igreja, D. Athanasius Schneider (Caminhos Romanos)

Outra novidade deste mesmo ano, o livro de D. Athanasius Schneider é uma pérola na literatura Católica moderna.

É fácil menosprezar as conversas sobre como é que devemos comungar ou de que é preciso tratar bem da Sagrada Comunhão, mas depois não se percebe como é que uma grande parte das conversões ao Catolicismo se deve ao modo como a Sagrada Eucaristia é tratada.

Este livro, publicado este ano pela editora oficial da Santa Sé, é uma apologia dos nossos tempos para a Comunhão na boca e de joelhos. Mostra, com razões profundíssimas, porque é que tratar com reverência o Santíssimo Sacramento vai ajudar muito a Igreja a ultrapassar a crise por que tem estado a passar nas últimas décadas.

Além disso custa um preço simbólico de 5€.

------------------------------------------------------
Por fim, é óbvio que esta é uma lista seleccionada. Há muitos outros livros bons para ler e que ajudarão a crescer na Vida Interior durante o Verão. 

Estes livros também são óptimos para ler durante todo o ano e não só durante as férias.

E, já agora, optei por não incluir nenhum livro do Papa Francisco, como por exemplo a última encíclica Lumen Fidei ou a Exortação Apostólica Evangelii Gaudium, porque penso não serem tão fáceis de ler na praia. No entanto são livros óptimos e quase obrigatórios para qualquer Católico com hábitos de leitura (mesmo que anuais).

Sobre bons livros para o Verão mas que não estão directamente relacionados com o Catolicismo, como qualquer romance, ensaio, etc... remeto para a lista apresentada pelo blog espectadores.blogspot.com, aqui.

Nuno CB


blogger

2 comentários:

Louise disse...

muito bom! sempre muito acertivo!!

João Burgo disse...

Já comprei o Corpus Christi: A Sagrada Comunhão e a Renovação da Igreja de D. Athanasius Schneider pelo site da editora Caminhos Romanos. O preço de 5 € é de facto simbólico pois a impressão é de qualidade.

Já agora deixo a sugestão: Summorum Pontificum - Um problema ou uma riqueza?
também com o preço simbólico de 7€ publicada pela Caminhos Romanos.