segunda-feira, 27 de março de 2017

A freira pirata que converteu um homossexual pela televisão

Paul era um gay americano com uma vida comodista. Como modelo internacional, fazia parte do elenco de uma das mais importantes agências. Morava com o seu companheiro numa bela casa em São Francisco, com uma vista incrível para o bosque. A sua vida resumia-se ao trabalho, ao ginásio, às discotecas e a saunas frequentadas por pessoas com atracção por pessoas do mesmo sexo. Até ao dia em que uma freira com uma pala apareceu no ecrã da sua televisão.

“É uma freira pirata! Limpe o convés”, disse ele, gozando e soltando gargalhadas, ao ver aquela figura que lhe pareceu tão estranha (tratava-se da sensacional Madre Angélica, Clarissa fundadora do canal televisivo EWTN). Mas antes de mudar de canal, Paul percebeu que aquela mulher dizia coisas inteligentes e verdadeiras. E desde então, o ateu obstinado passou a ser telespectador assíduo daquele programa, o que o levou, pouco tempo depois, a procurar Jesus Cristo na Igreja Católica.

Hoje, Paul dá testemunho da sua conversão. Se antes a sua alegria alcançava o ápice nas festas cheias de celebridades em Nova Iorque, agora ele encontra a sua satisfação na amizade com Cristo, em especial, na graça de receber o Seu Corpo e Sangue na Santa Missa.

O filme “Desejo das Colinas Eternas” (Desire of the Everlasting Hills), com duração de uma hora, traz a história de Paul, Rilene e Dan, três católicos que experimentam a graça de viver a castidade. Eles sentem atracção por pessoas do mesmo sexo, mas isso não os impede de caminhar na fé, com o coração cheio de paz.

Para ver o documentário, que está disponível com legendas em português, basta seguir este link.


blogger

Sem comentários: