quinta-feira, 16 de março de 2017

O Príncipe e o milagre de S. Filipe Néri

Todos os anos, no dia 16 de Março os príncipes Massimo, uma das famílias mais antigas de Roma, abre as portas do “Palazzo Massimo alle Colonne”, situado no centro de Roma, a quem o queira visitar.

É o dia em que se comemora o milagre que ali aconteceu. Tudo começou com a doença do príncipe Paolo Máximo, que tinha 14 anos. O jovem corria perigo de vida, e S. Filipe Néri, amigo da família, visitava-o diariamente. Mas no dia 16 de Março de 1583, Filipe estava a celebrar Missa algures, e no fim foi avisado que o príncipe estava prestes a morrer. 

Apressou-se para o Palácio, encontrando o jovem já sem vida, e sem que tivesse podido receber os últimos sacramentos. Comovido, S. Filipe encostou-se ao seu peito, meteu-lhe a mão na testa e rezou intensamente durante 7 a 8 minutos; ao aspergi-lo com água benta e encostando-se novamente ao seu peito, chamou o seu nome. 

O jovem príncipe abriu os olhos, falou durante alguns minutos com S. Filipe, e recebeu os sacramentos. Depois disto, o santo perguntou-lhe se queria ir já para o Céu. Ele respondeu que sim, porque estaria com a mãe e a irmã. S. Filipe disse-lhe “Vai em paz…”, e Paolo voltou a morrer.

O quarto do príncipe foi transformado numa capela lindíssima, onde neste dia são celebradas Missas ininterruptamente, desde as 7 da manhã. Às 11 horas celebrou o Arcebispo Guido Pozzo, secretário da Pontifícia Comissão "Ecclesia Dei", para todo o povo.

João Silveira


blogger

Sem comentários: