quarta-feira, 11 de abril de 2018

Missa dos Pré-Santificados ou 'Feria Sexta in Parasceve'

Sexta-Feira Santa é o único dia do ano no qual não se pode celebrar Missa, porque relembramos Nosso Senhor morto na Cruz pelos nossos pecados. A cerimónia litúrgica desse dia, até à reforma litúrgica da Semana Santa (1955), era conhecida por 'Missa dos pré-santificados'. Isto porque a consagração das espécies eucarísticas tinha acontecido no dia antes, Quinta-Feira Santa, e não no próprio dia, por não haver Missa.

Outro nome comum para esse dia era 'Feria Sexta in Parasceve'. vem do grego 'παρασκευή', que quer dizer 'preparação'. Era o nome dados pelos judeus ao dia anterior ao sábado, dia de preparação para observância do repouso absoluto no Sábado (Sabbath), Era necessário preparar desde a véspera de alimentos e outras necessidades. A palavra foi adoptada pelo judaísmo helenístico, e encontra-se no Novo Testamento: Mateus XXVII, 62; Marcos XV, 42; Lucas, XXIII, 54; João, XIX, 14; XXXI, 42.

Na liturgia, Parasceve refere-se à Sexta-feira Santa (Feria VI no dia da preparação), o dia da crucificação de Jesus. Neste dia a liturgia é caracterizada pela chamada 'Missa dos Pré-Santificados', ritual de consumação das coisas pré-santificadas, isto é da Hóstia consagrada no dia antes, depois da solene adoração da Cruz e da grande ladainha.



blogger

Sem comentários: